Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

As 5 maiores perdas trazidas pelo excesso de trabalho

O que a empresa pode perder ao incentivar — ou deixar de coibir — a produtividade tóxica

Por Caroline Marino Atualizado em 25 jan 2022, 11h18 - Publicado em 18 jan 2022, 10h01

“Fomos criados para acreditar que, se nos esforçássemos o suficiente, poderíamos ganhar no sistema — do capitalismo e da meritocracia”, diz Anne Helen Petersen, autora de Não Aguento Mais Não Aguentar Mais (HarperCollins Brasil). Assim, segundo ela, convencemos profissionais de que as péssimas condições de trabalho são normais e de que se rebelar contra isso é sintoma de uma geração mimada.

Trabalhar mais horas do que antes, estar constantemente conectado, usar todos os períodos livres para produzir, deixar de almoçar para participar de uma reunião — tudo isso passou a ser rotina para diversos profissionais. “Vejo muitos discursos simpáticos, com falas do tipo ‘nós nos preocupamos com saúde física e emocional’, mas na prática isso não acontece”, diz Rafael Souto, presidente da consultoria Produtive.

Nesse cenário, todos perdem. Os profissionais, exaustos e desmotivados, deixam de produzir, procuram outro emprego. O clima na empresa pesa, não há espaço para a criatividade e a inovação — e o futuro dos negócios fica comprometido. Veja o preço que as companhias pagam pela cultura do excesso de trabalho, segundo Rafael Souto.

1. Menos inovação

Quando as pessoas não têm momentos de pausa, a criatividade fica em segundo plano. Afinal, as novas ideias surgem quando há tempo para reflexão e troca entre as pessoas. Sem inovar, a empresa se torna burocrática e centrada no cumprimento de metas. É como se o negócio entrasse no piloto automático.

2. Clima pesado

O trabalho em excesso deixa as pessoas nervosas, impacientes e mais agressivas. Isso se reflete no clima organizacional e tem impacto na felicidade.

Continua após a publicidade

3. Foco no curto prazo

Sem tempo para pensar no futuro, a empresa começa a funcionar apenas para atender as demandas momentâneas e as urgências. Assim, até os processos de gestão de carreira, como o desenvolvimento de sucessores, ficam comprometidos, já que o líder não encontra tempo para preparar sua equipe. Isso pode prejudicar, inclusive, a competitividade da companhia.

4. Fuga de talentos

Com um ambiente ruim, os talentos começam a buscar outras alternativas de carreira, e a empresa perde a atratividade, prejudicando a marca empregadora. Ninguém quer trabalhar em um lugar que não valoriza a qualidade de vida.

5. Mais afastamentos

A produtividade sem limites gera transtornos como burnout, depressão e ansiedade crônica. Além de comprometer a saúde dos funcionários, os excessos trazem mais gastos à empresa.

Fonte: Rafael Souto, presidente da Produtive, consultoria de planejamento e transição de carreira

Compartilhe essa matéria via:

Este trecho faz parte da edição 77 da VOCÊ RH (dezembro/janeiro).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

App VOCÊ RH para celular e tablet, atualizado mensalmente

a partir de R$ 12,90/mês