Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Foto de Ana Bernal Ana Bernal Ana Bernal é advogada criminal, palestrante, colunista, consultora e professora. Atua também como diretora-secretária geral da diretoria executiva da OAB São Paulo

Ecofeminismo: conheça o movimento que une feminismo e sustentabilidade

Oito em cada dez pessoas obrigadas a se refugiar por causa de desastres climáticos são mulheres - e o ecofeminismo quer ajudá-las

Por Ana Bernal, colunista de VOCÊ RH Atualizado em 21 jun 2021, 15h28 - Publicado em 23 jun 2021, 09h00

O eco feminismo é um movimento feminista que conecta a luta pela igualdade não apenas de direitos, mas também de oportunidades entre os gêneros (homens e mulheres), com a defesa e a preservação da natureza.

Este movimento surge nos anos 70 com o livro Féminisme ou la mort (“Feminismo ou morte: como o movimento feminino pode salvar o planeta”, em tradução livre), da feminista francesa Françoise d´Eaubonne, que cunha pela primeira vez o termo eco feminismo. Ela explica que a luta pelos direitos das mulheres está relacionada com reivindicações por um mundo mais sustentável e defende o controle da natalidade por entender que a superpopulação ameaçaria o meio ambiente e seria fruto de um patriarcado onde existia o controle do corpo da mulher. Ela entende que a discussão sobre as mulheres, ela é muito rasa e, sempre é deixada para última análise.

Desde então, estão surgindo movimentos de diferentes linhas sobre esse tema e organizações empenhadas na luta pela preservação tanto dos direitos das mulheres, quanto da natureza. Esse movimento apresenta soluções para alcançarmos uma sociedade mais igualitária e sustentável. Além disso, valoriza a mulher, mostrando que ela não deve ser subordinada ou ficar em segundo plano, mas ser colocada em primeiro lugar e busca um equilíbrio entre o ser humano e a natureza, com respeito a todas as formas de vida. Mas o ecofeminismo é um movimento diferente, que não é aceito por todas os movimentos feministas.

A mulher do campo

Dados mostram que, em países menos desenvolvidos, a mulher rural ainda não têm acesso sequer à educação para seus filhos — apesar de ser, na maioria das vezes, a responsável pela terra e geradora da renda para alimentar a família. Ela luta por isso no local onde está: se ela não lutar, perecerá ao lado dos seus filhos. O homem tem mais chances de fugir do campo sem a família, mas a mulher precisa carregar seus filhos consigo se quiser migrar ou enviar recursos para garantir a sobrevivência deles se deixá-los com alguém de confiança.

É de suma importância entendermos que fatores socioeconômicos, biológicos e climáticos afetam, na maioria das vezes, muito mais as mulheres do que homens. Isso se confirma em dados registrados pela ONU que revelam que 80% das pessoas que precisam abandonar seus lares para se refugiar em outros locais em decorrência das mudanças climáticas são mulheres.

Por isso o ecofeminismo é tão importante: empodera as mulheres que querem defender seus corpors e o meio ambiente. As ecofeministas enxergam um ponto em comum entre a destruição do meio ambiente e degradação da mulher, lutando contra esse sistema para conseguir melhores condições para todos.

Assinatura de Ana Bernal
VOCÊ RH/Divulgação
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)