Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Assinatura eletrônica impulsiona a transformação digital do RH

Ferramenta reduz custos e tempo nos processos e torna o dia a dia da empresa mais ágil e produtivo

Por Abril Branded Content 26 out 2020, 11h31

Foi-se o tempo em que os processos nos departamentos de RH eram lentos e complexos. As operações envolviam impressão, preenchimento, assinatura e entrega de inúmeros formulários e documentos, passavam pelo trâmite de inserção em folha e guarda física dos documentos – muitas vezes por cerca de 20 anos. Hoje, graças à digitalização do setor, essas e outras etapas se tornaram mais ágeis, práticas e seguras. 
“A burocracia era enorme. Há 3 anos realizamos uma pesquisa, junto com o IBOPE, que constatou que, em São Paulo, era mais difícil contratar um funcionário do que abrir uma empresa”, conta Diego Martins, fundador e CEO da Acesso Digital, IDTech que busca justamente simplificar a relação entre as pessoas e as empresas. “Nossa proposta é que o colaborador possa realizar todos os processos da sua casa”, diz o executivo, que para agilizar ainda mais as operações criou o AcessoRH, uma plataforma de governança de documentos eletrônicos que concentra toda a jornada do funcionário em formato digital e que conta, inclusive, com o recurso da assinatura eletrônica para ganhar mais rapidez.

Coronavírus e o estímulo à transformação

A digitalização dos processos de RH dentro das empresas já se mostrava urgente, mas a chegada da Covid-19 foi um estímulo a mais para essa transformação. Com a pandemia, o cenário mudou:  o home office foi incorporado à vida da maioria dos brasileiros, muitas empresas adotaram redução de jornada de trabalho ou de horas, e essas e outras questões precisaram ser formalizadas rapidamente. Porém, com o distanciamento social, a logística se tornou inviável para companhias com cinco ou 10 mil funcionários.
Para entender esse panorama, a Acesso Digital se uniu ao Instituto Locomotiva e ao Grupo Cia de Talentos para realizar a pesquisa “Impactos da Covid-19 no trabalho em grandes empresas”. Realizado em junho, o estudo contou com entrevistas de 185 gestores de médias e grandes empresas atuantes no Brasil, e revelou que, na maioria das companhias, o processo de admissão leva de uma a duas semanas, sendo o cadastramento do novo colaborador no sistema a etapa mais demorada. 
Entre as razões para essa lentidão estão a burocracia e a adoção de sistemas analógicos. Para se ter uma ideia, a mesma pesquisa aferiu que cerca de 35% das empresas ainda não permitem o envio dos documentos por e-mail. E, em 31% dos casos, o candidato tem que ir pessoalmente ao departamento de RH por duas vezes ou até mais. 
Com base nos resultados aferidos na pesquisa, a Acesso Digital vem se empenhando ainda mais para oferecer tecnologias e ferramentas que ajudem a facilitar essas operações. “As grandes crises mudam radicalmente o mundo, e a pandemia transformou totalmente os processos de RH das empresas, que despertaram para a necessidade da digitalização. Antes da Covid-19, cerca de 5 mil funcionários assinavam documentos eletrônicos pela plataforma AcessoRH. Hoje são 500 mil colaboradores que assinam mais de 1 milhão de documentos”, explica o CEO Diego Martins.
E essa transformação não tem mais volta. Segundo a pesquisa, a maioria dos profissionais de RH entrevistados acredita que as tecnologias digitais se mostram excelentes alternativas para acelerar essa etapa e reduzir custos. E 95% deles esperam que, no futuro, o processo de contratação seja feito de forma digital. 

Assinatura eletrônica: menos tempo, mais produtividade 

Na digitalização,  o recurso que mais traz ganhos é a assinatura eletrônica, aceita em todas as etapas da jornada do funcionário na empresa. “Desde a admissão (em contratos de trabalho e termos de benefícios), passando pela manutenção do funcionário dentro da empresa (recibo de férias, holerite, declaração de Imposto de Renda, afastamento, acordo de compensação de horas) até o desligamento. A Caixa Econômica Federal aceita documentos com assinatura eletrônica para saque de FGTS, por exemplo. O mesmo acontece com o pedido de seguro-desemprego e aposentadoria. Hoje, no Brasil, já há jurisprudência no direito trabalhista sobre aceite de documentos assinados eletronicamente”, explica Matheus Cardoso, Head de Product Marketing da Acesso Digital. 
As vantagens da assinatura eletrônica vão da redução na burocracia e nos riscos de perdas e falhas nos documentos à diminuição nos custos com impressão, guarda de papel, logística e gerenciamento do fluxo. Por outro lado, aumenta a agilidade e segurança, e há um melhor aproveitamento do capital humano, com o deslocamento de colaboradores para ações estratégicas de alto impacto. Já para os funcionários, a ferramenta torna o operacional mais simples, rápido, prático e fácil. 
“Nosso produto tem aderência à realidade B2C, ou seja, às empresas que assinam com os usuários finais, pois nosso foco é justamente a experiência de quem está nessa ponta. Por exemplo, como sabemos que a instantaneidade é fundamental, nossa assinatura eletrônica começa via SMS, para que o usuário rapidamente receba e abra o documento. Focamos no mobile first e na experiência responsiva, para que 80% do material enviado seja assinado em 24 horas”, explica Matheus, que ainda ressalta o valor da ferramenta para promover o profissional de RH dentro da empresa. “A partir do momento que a companhia adota a assinatura eletrônica, desde o estagiário até o CEO assinam o documento. Essa capilaridade da adoção se torna universal, o que eleva o RH como principal agente de transformação digital dentro da corporação.”
Para agilizar os fluxos da empresa, há um mês a varejista de brinquedos Ri Happy começou a usar a assinatura eletrônica da Acesso Digital. “Entendíamos que nosso processo de captura de documentação era muito burocrático e demorado. Atuamos com a sazonalidade, no Dia das Crianças e Natal, contratamos mais de 1900 colaboradores. O fluxo de contratação levava cerca de sete dias e envolvia uma equipe de 25 pessoas. Hoje, com a assinatura eletrônica, tudo é feito via aplicativo, em quatro dias e com apenas seis funcionários”, explica Rodrigo Froes, gerente de RH da empresa. 
Praticidade, segurança, rapidez: ganham os colaboradores, ganha a empresa. No jogo da digitalização de processos do RH, todo mundo sai vencedor. 

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês