Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ano novo, emprego novo: 50% dos profissionais querem uma nova colocação em 2024

Levantamento da Robert Half mostrou que 64% gostariam de trocar de empresa, enquanto 36% desejam uma mudança de carreira. Confira outras conclusões.

Por Luisa Costa
8 fev 2024, 12h00

50% dos profissionais querem procurar uma nova colocação em 2024, segundo a consultoria de recrutamento Robert Half. 64% gostariam de trocar de empresa, enquanto 36% desejam uma mudança de carreira. Estes são resultados da 26a edição do Índice de Confiança Robert Half, levantamento trimestral que reflete a percepção de 1.161 profissionais.

A pesquisa também identificou os principais motivos para a busca por mudança. Quem quer trocar de empresa está motivado a encontrar melhores oportunidades de crescimento, salários mais altos, benefícios mais atrativos e modelo de trabalho remoto ou híbrido.

Por outro lado, quem deseja trocar de área de atuação, segmento ou profissão aponta como principais motivos a realização pessoal, a qualidade de vida, a vontade de aprender algo novo e mais flexibilidade.

Continua após a publicidade

A pesquisa também investigou como os recrutadores avaliam profissionais com histórico de job hopping, ou seja, que trocam de emprego com certa frequência. 69% deles consideram o contexto e as razões para as mudanças do profissional antes de julgá-lo por ser um job hopper. 55% dos recrutadores se preocupam com a falta de estabilidade do candidato, enquanto 46% deles acreditam que o histórico pode indicar dificuldade de adaptação.

“Não temer o novo e buscar pela realização profissional nunca será avaliado como algo negativo, muito pelo contrário”, defende Fernando Mantovani, diretor-geral da Robert Half América do Sul. “O mercado de trabalho está se transformando e, para além do tempo de permanência em cada oportunidade, o que ganha relevância é a demonstração dos aprendizados e conquistas de cada experiência. Entretanto, a carreira precisa ser encarada de forma estratégica e aqueles profissionais ‘pula-pula’ que não souberem justificar bem as mudanças ainda podem ser malvistos pelo mercado.”

Entre os profissionais desempregados, existe algum otimismo: 36% deles estão confiantes em conquistar uma recolocação no próximo semestre – um acréscimo de 3 pontos percentuais na comparação com o resultado da edição anterior do índice, lançada em setembro.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

 

Este texto faz parte da edição 90 (fevereiro/março) da VOCÊ RH. Clique aqui para conferir os outros conteúdos da revista impressa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

As empresas estão mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VOCÊ RH.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.