Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Como usar palestras do TED Talk para melhorar o seu inglês

Assistir a palestras em inglês ajuda a ampliar o vocabulário e a fluência. Aprenda um passo a passo para aproveitar ao máximo essa experiência

Por Rose de Souza* Atualizado em 10 set 2021, 17h03 - Publicado em 11 set 2021, 08h00

Uma das coisas mais bacanas dos TED Talks é poder assistir a palestras curtas, sobre diversos temas, e depois comentar nossas opiniões com colegas. Ao analisar diferentes pontos de vista sobre o tema, ampliamos e aprofundamos nosso conhecimento.

Minha proposta é que você faça isso, a cada duas semanas, com a intenção de melhorar também seu inglês! Mas não estou falando só de assistir sem legenda ou com legenda em inglês. Continue lendo este artigo que você vai entender!

Se você tem um nível intermediário, é hora de começar a se jogar, se expor, praticar, falar inglês, mesmo devagar, mesmo com erros.

Por quê?

Porque quando você aprendeu a cozinhar, dirigir ou  nadar, você não esperou atingir a “ perfeição” (entre aspas, porque isso não existe) , para se expor. Você foi cozinhando, dirigindo e nadando – vencendo medos, constrangimentos, corrigindo erros e, principalmente, se expondo diante de pessoas desconhecidas. E é exatamente dessa forma que você deve agir com seu aprendizado do inglês: se expondo, muito antes de chegar ao nível avançado.

Mas como fazer isso?

Vamos começar pelas dicas que normalmente os professores de inglês dão pra você:

  • Escolha o Talk pelo tema que mais agrada você (escolher o que você quer estudar contribui imensamente com seu engajamento e concentração) 
  • Coloque legenda em inglês (se você tem nível intermediário) e tire a legenda (se tem nível avançado). Ou mescle as duas estratégias, pois elas têm objetivos diferentes. Com legenda em inglês, você acelera aquisição de vocabulário; sem legenda você acelera a compreensão oral por contexto: mesmo sem saber todas as palavras, você entende. 
  • Anote palavras novas a cada Talk. Aos poucos, o vocabulário da sua área vai aumentando (e isso ajuda muito na hora daquela reunião ou relatório).

Agora vem o que é, para mim, o mais importante, se você já tem nível intermediário ou avançado:

Continua após a publicidade

  • Agende alguns cafés de 10 minutos com colegas de RH, ou amigos que gostam do tema do TED Talk, para falar sobre o que assistiu, em inglês. Vale concordar, discordar, contar suas experiências. E realmente não tem problema se vocês estão cometendo erros na hora de conversar. Aqui o treino é pra se soltar, passar a mensagem, se comunicar.
  • Combine conversas assíncronas (áudios no WhatsApp) sobre o tema combinado. Vocês podem combinar um prazo para assistir um mesmo TED Talk. Depois, cada colega envia um áudio (em inglês, claro) sobre o que achou, pontos de vista, aplicação prática, o que quiser. Sim, você está organizando uma pequena comunidade de aprendizagem para prática oral. Isso é valioso.

Para começar, trouxe alguns TED Talks que podem estimular diversos pontos de vista e, portanto, uma boa conversa!  Mas eu acho mais legal você mesmo escolher.

How a new lens on “HR” can reduce turnover AND the cycle of poverty | Joe DeLoss | TEDxColumbus

Putting the human back into human resources | Mary Schaefer | TEDxWilmington

The (uncomfortable) truth of HR and leadership development | Patrick Vermeren | TEDxKMA

Stop Trying to Motivate Your Employees | Kerry Goyette | TEDxCosmoPark

 

Fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas, Verbify e da Sua história por você. Empreendedora, professora e mentora. Graduada em Letras/Tradução/Interpretação pela Unibero, Especialista em Gestão Empresarial, MBA pela FGV e PÓSMBA pela FIA/FEA/USP. Foi professora por seis anos na Pós-Graduação ADM da FGV, quando morava em São Paulo. Quer falar com ela? rose@companhiadeidiomas.com.br ou  @rosefsouza_

Continua após a publicidade

Publicidade