Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Interação com outras pessoas supera modelo tradicional de aprendizagem

Estudo mostra que aprendemos muito mais quando colocamos a mão na massa, mas muitas empresas ainda apostam no modelo tradicional de aprendizagem

Por Rose Souza, CEO da Companhia de Idiomas
18 abr 2022, 14h43
O

que é Social Learning, ou Aprendizagem Social? Essa teoria foi criada pelo professor da Universidade Stanford, Albert Bandura, e busca compreender como e o quanto aprendemos através da interação com as pessoas, fora dos modelos tradicionais de aprendizagem (ainda aplicados pela maioria das escolas e empresas) no mundo.

Mas como acontece esse aprendizado? 

Segundo este estudo, nós aprendemos mais ou menos de acordo com o padrão 70:20:10.

Continua após a publicidade
  • 70% do que aprendemos acontece nas experiências mão na massa,
  • 20% através de interações com pares, coaches e mentores e
  • 10% nos ambientes tradicionais da escola e nos treinamentos estruturados – nos quais o professor (ou quem professa o saber) ensina, e o aluno (ou quem ouve e anota) aprende.

Conhecimento ou conexão? 

    Segundo o professor e consultor Charles Jennings, “Estamos vivendo em um mundo onde o ACESSO supera o CONHECIMENTO todos os dias. Aqueles que sabem como buscar a informação, como encontrá-la e como fazer conexões, vão se destacar. Aqueles que confiarem no conhecimento estático e habilidades que não se interconectam, vão cometer um erro.”

    Quais problemas essa abordagem quer resolver?

    • Treinamentos e cursos tradicionais são um investimento alto porque se concentram no ensino síncrono – horas pagas a quem ensina, ao vivo, e horas investidas por quem “aprende”
    • Embora bons programas possam impactar e gerar conhecimento entre os participantes, se esse conhecimento não for aplicado imediatamente, o resultado é um residual mínimo, e consequentemente, poucos ganhos para a empresa no que se refere a aumento de eficácia, produtividade, margens, mudanças graduais ou disruptivas, ou qualquer outro objetivo estabelecido.

    Muitas empresas ainda têm modelos tradicionais em suas áreas de L&D. Como implementar a CULTURA DE APRENDIZAGEM, aos poucos? 

    Continua após a publicidade
      • Investigar os problemas de engajamento e performance de forma mais ampla, admitindo que podem ser consequência de formatos de treinamento ultrapassados, que não mais motivam os treinandos
      • Integrar o modelo 70:20:10 nas estratégias de treinamento
      • Investir mais em Aprender a Aprender
      • Conhecer a potência da aprendizagem colaborativa em seus diversos formatos
      • Permitir e estimular que o funcionário assuma o controle de sua própria jornada de aprendizado, promovendo um ambiente favorável ao encontro de conhecimento, habilidades, conexões e práticas que promovam o aprendizado

      O que mais é possível fazer, com baixo investimento? 

        • FAQs e Fóruns: os funcionários podem fazer e responder perguntas uns dos outros
        • Wikis: informações que precisam ser disseminadas na empresa podem ser colocadas em um ambiente ‘Wiki” colaborativo, de forma que todos possam criar tópicos, atualizar e consultar em tempo real.
        • Mentorias (reversas, cruzadas ou tradicionais): criar canais de comunicação organizados, para que as pessoas possam compartilhar conhecimentos, ensinando e aprendendo de forma colaborativa
        • Gamificação e prêmios:  é bem importante nutrir a comunidade (senão ela pode morrer antes de se fortalecer), acompanhando progressos individuais e do time, estimular participantes que atualizam conteúdo, que ensinam e/ou que aprendem no ambiente

        Rose Souza é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e da Verbify

        Compartilhe essa matéria via:
        Publicidade

        Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

        Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

        As empresas estão mudando. O tempo todo.

        Acompanhe por VOCÊ RH.

        MELHOR
        OFERTA

        Digital Completo
        Digital Completo

        Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

        a partir de R$ 2,00/semana*

        ou

        Impressa + Digital
        Impressa + Digital

        Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

        a partir de R$ 12,90/mês

        *Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
        *Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

        PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
        Fechar

        Não vá embora sem ler essa matéria!
        Assista um anúncio e leia grátis
        CLIQUE AQUI.