Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Políticas e Práticas

Comunicação é a resposta da Concentrix para diminuir o turnover

O percentual de funcionários que deixava a Concentrix estava incomodando a companhia. Com ações de comunicação, o índice caiu de 6% para 4%

por Ana Carolina Nunes Atualizado em 18 fev 2021, 20h39 - Publicado em
19 fev 2021
07h00

Esta reportagem faz parte da edição 72 (fevereiro/março) de VOCÊ RH

O turnover em empresas de atendimento ao cliente é um dos mais altos do setor de serviços. Um levantamento de 2019 da consultoria Mercer identificou que, entre as posições operacionais, incluindo o varejo e a construção civil, a rotatividade era de 9%. No braço brasileiro da Concentrix, empresa americana de soluções para atendimento do consumidor, o índice atingiu um pico de 6% em 2019. Ainda que abaixo da média tanto de sua indústria como de suas unidades pelo mundo, estava acima da meta interna de 4%. “É uma taxa estratégica, pois se reflete no custo e na produtividade”, diz José Francisco da Silva, diretor de RH da empresa. O executivo queria saber por que as pessoas continuavam deixando a organização e, para isso, agiu.

  • Uma pesquisa entre os funcionários, combinada com entrevistas demissionais, detectou insatisfação em relação à falta de clareza da comunicação oficial, das metas trabalhadas e do plano de carreira. Enquanto José pensava numa saída, a pandemia de covid-19 atingiu o Brasil, obrigando a equipe a migrar para o home office. “A empresa cresceu mais de 50% em 2020, o que trouxe novos desafios. Com as pessoas trabalhando de casa, perde-se mais a conexão”, avalia José. Acrescentava-se a distância entre as equipes e aumentava o sentimento de falta de clareza.

    Para ler o texto completo, compre a edição 72 de VOCÊ RH, que já está nas bancas de todo o país. Ou clique aqui para se tornar nosso assinante e tenha acesso imediato à edição digital, disponível para Android e iOS.

    Continua após a publicidade