Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A ATA incentiva a informalidade da gestão

O plano de carreira é por tempo de casa, e a avaliação por desempenho é verticalizada de cima para baixo

Por Luiz De França Atualizado em 5 dez 2020, 20h48 - Publicado em 27 mar 2013, 14h52

Timóteo (MG) – Para os funcionários da ATA, empresa de metal-mecânico do setor de siderurgia e metalurgia, com sede em Timóteo (MG), no Vale do Aço, a informalidade das práticas de gestão e nas relações de trabalho é o que faz a diferença no clima organizacional. O índice de felicidade dos profissionais é tão alto que colocou a companhia pelo segundo ano consecutivo entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil.

“Aqui a gente não precisa de avaliação de clima porque já temos contato muito próximo todos os dias”, afirma um funcionário. O plano de carreira é por tempo de casa, a avaliação de desempenho é verticalizada de cima para baixo e o perfil da liderança é baseado em avaliações psicológicas, com testes de personalidade, atenção e dinâmica. Também elogiado, o pacote de benefícios atende bem às necessidades do time.

A ATA oferece plano de saúde, cesta básica, convênio com farmácias que proporcionam descontos de 15%, parceria com universidades e escolas de idiomas e facilitação de empréstimos. Pelo projeto Educar, todos os funcionários que cursam o ensino superior recebem uma bolsa de 30% do valor das mensalidades. “A empresa também estimula a participação em eventos e treinamentos externos”, diz um gestor.

A companhia tem trabalhado para que seus funcionários não ultrapassem o limite de duas horas extras por dia e, assim, contribui para a qualidade de vida deles. Entre as ações sociais desempenhadas pela ATA está o coral comunitário, composto por crianças com deficiência visual. A preocupação com o meio ambiente aparece principalmente em duas frentes.

Além de manter um viveiro de mudas, o qual permite que a empresa distribua mudas de pés de manga para a comunidade, a ATA está esperando a autorização do Ibama para a criação de uma reserva particular de patrimônio natural. Com apenas 0,21% de turnover por mês, a companhia está em expansão. Até o fim do ano, a estimativa é contratar entre 30 e 40 pessoas, e até 2014 aumentar seu quadro de funcionários em 40%. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
A empresa estimula a geração de novas ideias que possam contribuir para o melhor desempenho da operação da fábrica. A infraestrutura, que oferece pouco conforto aos funcionários, deixa a desejar. Não há plano de sucessão nem oferta de plano odontológico.
Continua após a publicidade
Publicidade