Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

A Coelce enfatiza a carreira global

Presente em 40 países, a empresa prevê de seis meses a dois anos de trabalho numa subsidiária ou na matriz

Por Ursula Alonso Manso Atualizado em 5 dez 2020, 20h49 - Publicado em 21 mar 2013, 12h05

Fortaleza (CE) – Poucas companhias podem afirmar que não há limites para o crescimento profissional. A Coelce é uma delas. Com 62 milhões de clientes, 80.000 funcionários e presente em 40 países, essa empresa do grupo italiano Enel divulga semanalmente de três a quatro oportunidades de vagas no Brasil e no mundo.

Além disso, nove pessoas participam hoje do Programa Internacional de Desenvolvimento da Liderança, que prevê de seis meses a dois anos de trabalho em uma subsidiária do grupo ou na própria matriz. Cabe também aos líderes preparar seus sucessores, sabendo que eles são do grupo (e não da empresa) e podem ocupar posições em outros países.

Para dar suporte a essa carreira global, é oferecido um MBA internacional, focado em gestão do negócio e ministrado na Itália ou na Espanha, do qual seis brasileiros participaram em 2011. Já o programa Junior Energy Training é voltado a profissionais de até 28 anos com conhecimentos de inglês. Eles vão para uma temporada de dez dias na Itália, voltam ao Brasil e são treinados durante um ano por meio de e-learning antes de retornar à Itália para mais cinco dias de aulas.

Funciona como uma vacina contra a ansiedade da Geração Y, que enxerga nesse movimento oportunidades de se desenvolver. Em 2011, dez jovens participaram do programa e, em 2012, outros 28 foram selecionados. Com ações assim, a Coelce mantém um retenção inteligente, perdendo profissionais apenas para o próprio grupo.

Seus funcionários são avaliados pela ferramenta Gestão do Rendimento, que gera uma matriz de resultados e comportamentos e define em qual quadrante o profissional se encontra. Uma mesa de calibração, com gestores e clientes internos dos empregados, valida o posicionamento de cada um, determinando o percentual da participação nos lucros e resultados e definindo aqueles que serão elegíveis ao reajuste por mérito. No ano passado, 350 foram contemplados. Esse processo implica, ainda, um plano de desenvolvimento individual para todas as pessoas da empresa. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
O desconto do vale-alimentação ou refeição é de 1 centavo por mês e há empréstimo de férias, de um salário, que pode ser pago em dez vezes sem juros. Falta equiparar os salários dos funcionários com menos tempo de casa com os dos oriundos dos tempos de estatal, que ainda ganham mais.
Continua após a publicidade

Publicidade