Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

A Endesa tem um programa especial para reter a Geração Y

O objetivo é conservar dentro de casa os talentos dessa geração, o que não é fácil para praticamente nenhuma empresa

Por Michelle Aisenberg Atualizado em 5 dez 2020, 20h49 - Publicado em 21 mar 2013, 16h30

Niterói (RJ) – Com mais de 5 milhões de clientes no Brasil, espalhados em 240 municípios, a Endesa, de origem espanhola, responsável pela geração, conversão e transmissão de energia, e controladora de duas empresas presentes neste Guia (a Ampla e a Coelce), exibe outro número de peso: 90% de satisfação de seus funcionários, obtido na pesquisa interna de clima.

Isso explica a presença da empresa pelo segundo ano consecutivo neste Guia. Além de um alto grau de satisfação do seu time, a Endesa vem trabalhando fortemente sua gestão de pessoas, tentando eliminar qualquer possível subjetividade de seus processos. O novo modelo de Gestão Estratégica de Desempenho, por exemplo, tem por base a ferramenta de Gestão de Rendimento.

“Foi mais uma forma que encontramos de proporcionar oportunidades de desenvolvimento de carreira, reforçando a cultura de meritocracia”, diz Carlos Ewandro Moreira, diretor de RH. Desde o ano passado, todo o quadro da Endesa passa pela nova avaliação, que analisa seu desempenho com base no comportamento e no alcance de resultados, alinhados às estratégias do negócio.

O passo seguinte é uma Mesa de Calibração, na qual os empregados passam por uma análise de seu gestor direto e representantes de diversas áreas com quem trabalham indiretamente.

“Considero essa prática um sinal de amadurecimento da nossa área de gestão de pessoas. Deixamos de lado a subjetividade e agora equilibramos as percepções do gestor e avaliamos os funcionários com o grau de proficiência mais aderente, tornando o processo mais abrangente e equilibrado”, afirma Carlos Ewandro.

Os profissionais que se destacam participam de uma nova etapa, chamada Gestão de Potencial, que inclui entrevista motivacional a cada dois anos e feedback. É assim que a Endesa identifica seus potenciais líderes. Com base nos resultados, o empregado é posicionado em uma matriz nos quadrantes sucessão, motivação, desenvolvimento e orientação, de onde sairá um plano de desenvolvimento individual. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
O programa Junior Energy Training International, dedicado à retenção de profissionais da Geração Y, com duração de dois anos. Os profissionais estão preocupados com o aumento da burocracia, causado pelo crescimento da empresa.
Continua após a publicidade

Publicidade