Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

A Phito Fórmulas foca o desenvolvimento da empresa

Atualmente a atenção está voltada para a criação de uma nova farmácia, com recursos multimídia e interativos

Por Renata Avediani Atualizado em 5 dez 2020, 20h49 - Publicado em 21 mar 2013, 12h40

Sorocaba (SP) – Até o fim do ano a Phito Fórmulas, farmácia de manipulação, de Sorocaba (SP), deve aumentar em 18% seu quadro de funcionários. Nos últimos 12 meses o aumento foi de 28%. Isso tudo para apoiar o plano de crescimento da empresa, que deve culminar com a inauguração de uma nova loja.

O projeto vem sendo planejado há cinco anos, teve sua inauguração adiada em 2011, mas, segundo Sérgio Benites, fundador e principal executivo da Phito, até o fim deste ano deve, finalmente, sair do papel. A proposta é proporcionar uma experiência diferente aos clientes por meio de gôndulas interativas, cheiros, sons, vídeos e atendimento diferenciado.

“Participar da concepção, do planejamento e da implantação de um projeto como esse tem sido mais engrandecedor do que um MBA“, diz um dos gestores, que estão diretamente envolvidos com a empreitada. O crescimento acelerado tem criado uma preocupação em manter viva a cultura da empresa.

Por causa disso, em 2011 seus valores foram revistos. Para difundir e reforçar cada um deles, foram realizadas campanhas e atividades internas que envolveram todos os empregados. Além disso, o jornal eletrônico e as reuniões trimestrais com todas as equipes para comunicar resultados, repassar novidades e realinhar metas têm cumprido o objetivo de manter a turma informada.

Mas a Phito ainda precisa dar mais atenção às suas práticas relacionadas à carreira. A avaliação de desempenho formal só acontece até o terceiro mês de casa do empregado, não há um plano de carreira estruturado e o programa de recrutamento interno formal não parece funcionar muito bem.

Os benefícios também merecem um alerta. Mesmo sendo uma empresa relacionada à saúde, não há plano de saúde para todos. Apenas os gestores e os que somam mais de dois anos de casa têm direito ao benefício (que não permite a inclusão de dependentes). Por lá também não há previdência privada e o vale-refeição é considerado baixo. Melhorias importantes para as companhias que querem crescer e manter o clima em alta. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
Na reunião mensal com os gestores, as equipes podem listar três pontos de melhoria, e os líderes são cobrados a trazer uma resposta em até 30 dias. Os funcionários acham que a empresa deveria reverter em banco de horas o tempo investido pelo pessoal nos cursos realizados aos domingos.
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

App VOCÊ RH para celular e tablet, atualizado mensalmente

a partir de R$ 12,90/mês