Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

O stress é menor na Sicoob Credip

A cooperativa oferece salários menores que os dos grandes bancos, mas em compensação o nível de cobrança e de stress também é bem menor

Por Maurício Oliveira Atualizado em 5 dez 2020, 20h48 - Publicado em 27 mar 2013, 17h15

Pimenta Bueno (RO) – Cada um dos 53 fundadores da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Centro Sul Rondoniense, conhecida como Sicoob Credip, contribuiu com apenas 100 reais para criar a primeira instituição do gênero em Rondônia, sediada no município de Pimenta Bueno, a 450 quilômetros da capital, Porto Velho.

Hoje, 16 anos depois, o número de cooperados passa de 12.500, espalhados por 21 municípios do estado. Pode-se dizer que as políticas de gestão de pessoas evoluíram na mesma proporção desde então. Boa parte dos programas e dos benefícios encontrados nas empresas dos grandes centros do país já foi implantada, a exemplo do código de conduta, avaliação de desempenho, plano de saúde, participação nos resultados, vale-alimentação e bolsas de estudo para graduação, pós e MBA.

A equipe só lamenta que, embora preste o mesmo tipo de serviço  que os colegas bancários, tenha salário inferior ao dos funcionários das grandes instituições financeiras com agência nas cidades em que a cooperativa atua. “Mas o nível de cobrança e de estresse aqui é bem menor, e isso não tem preço”, diz um profissional.

Mesmo assim, muitos não hesitariam em trocar de trabalho diante de uma proposta, o que indica possíveis dificuldades de retenção no cenário de escassez de mão de obra que se desenha para a região.

A cooperativa encontra ainda alguns outros desafios, como a capacitação dos empregados diante da expansão geográfica, a padronização do estilo de gestão encontrado nos diferentes municípios e a necessidade de desenvolver um programa mais consistente de responsabilidade social — o que há no momento são apenas iniciativas assistenciais isoladas.

Outra necessidade é estabelecer regras para procedimentos ainda informais, como a escolha de quem será promovido. Trabalho para os responsáveis pela gestão de pessoas não falta. Mas há dois grandes pontos a favor deles: a confiança da equipe de que avanços continuarão ocorrendo e a compreensão geral de que é preciso dar um passo por vez. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
A empresa ofereceu no ano passado 279 cursos aos funcionários (entre próprios e desenvolvidos com parceiros), envolvendo um total de 1 288 participantes. Embora haja avaliação de desempenho semestral, muitos profissionais sentem falta de feedback mais consistente sobre a performance individual.
Continua após a publicidade
Publicidade