Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Os benefícios da Ourofino se comparam aos de empresa grande

Em Cravinhos, perto de Ribeirão Preto, a empresa oferece participação nos lucros, plano odontológico, café da manha e lanche da tarde e até kit horta

Por Renata Avediani Atualizado em 5 dez 2020, 20h48 - Publicado em 27 mar 2013, 16h38

Cravinhos (SP) – Nos últimos dois anos, a área de RH da fabricante de produtos para saúde animal e defensivos agrícolas Ourofino passou por algumas reestruturações que mudaram radicalmente sua atuação. Em janeiro de 2011, o departamento deixou de responder à diretoria financeira e passou a se reportar ao presidente, ganhando espaço na mesa de decisões.

Com a mudança, começou a trabalhar com consultoras internas nas áreas de negócios e, por causa disso, consegue hoje ser mais atuante e eficaz. “Passamos a ser estratégicos e estamos mais próximos das pessoas no dia a dia”, diz Carla Marçal, gerente corporativo de recursos humanos.

A empresa fica na pequena Cravinhos, a 26 quilômetros de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Mas seu pacote de benefícios é muito competitivo se comparado ao de uma companhia de cidade grande. Pode até superar, considerando que nenhum deles é descontado em folha de pagamento.

Há participação nos lucros, plano de saúde e odontológico, auxílio-creche para mulheres, auxílio para pais com filhos portadores de necessidades especiais, café da manhã e lanche da tarde, cesta básica, transporte, ajuda de custo para compra de material escolar para os filhos, presente de casamento e kit bebê. Mas a cereja do bolo é o kit horta.

Uma vez por semana, os funcionários recebem uma sacola com legumes, verduras e frutas produzidos pela Ourofino, que ainda oferece restaurante, academia, quadras e área de lazer em suas dependências. A preocupação com o desenvolvimento do time também é grande. No ano passado, 37% dos empregados tiveram algum tipo de movimentação interna ou aumento salarial.

O investimento na formação do pessoal é um dos fatores que possibilitam tanta mudança: em 2011, foram destinados 600 000 reais para capacitação. Além de cursos, há bolsas de estudo para graduação, pós, MBA, especialização, cursos técnicos e idiomas. No ano passado foram concedidas 74 bolsas e até julho deste ano a companhia já havia disponibilizado outras 96. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
O projeto Jovens de Ouro, em parceria com a prefeitura de Cravinhos, oferece diversas aulas e kit horta para 150 moradores de 8 a 12 anos da cidade. Apesar de ter sido reformulada, a previdência privada ainda não viabiliza coparticipação da empresa para todos. Também não há plano de carreira formal.
Continua após a publicidade
Publicidade