Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

80% das empresas não acompanharam a saúde dos funcionários na pandemia

Segundo pesquisa da Ticket com 350 empresas, a maior parte dos funcionários não tem acesso a nenhum programa de saúde mental. Saiba mais

Por Redação Atualizado em 29 set 2021, 22h25 - Publicado em 7 out 2021, 07h00

Dados de uma pesquisa da Ticket feita com mais de 350 empresas revela algo assustador: 80% das companhias não fizeram nenhum tipo de acompanhamento ou mapeamento interno da saúde dos funcionários durante a pandemia. O levantamento também revela que 62% das empresas não pretendem implementar práticas de descompressão ou de engajamento quando houver o retorno ao escritório. Além disso, 65% dos funcionários não têm acesso a nenhum tipo de prática de saúde mental.

“Quando avaliamos outra pesquisa que a Ticket realizou em julho deste ano, com mais de 1.500 trabalhadores, 36% deles disseram que se sentiam desmotivados; e 30% avaliaram de forma negativa a própria saúde mental em relação ao trabalho. Neste contexto, as iniciativas de apoio emocional se mostram ainda mais necessárias”, diz José Ricardo Amaro, diretor de recursos humanos da Ticket.

  • A pesquisa também mostra que 71% das companhias já estão trabalhando no modelo híbrido ou no escritório. “Um dos principais desafios das empresas será a readaptação dos empregados à rotina do trabalho presencial, após um longo período de trabalho remoto. Alguns ajustes podem ser necessários, como readequação de horários e da jornada de trabalho, tendo em vista que o corte de vínculos que as pessoas fortaleceram durante mais de um ano na presença constante da família e de animais de estimação, pode ser difícil”, afirma Amaro. 

    Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

    Publicidade