Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Trabalhe no Canadá: bolsas e financiamento em cursos com visto de trabalho

Com visto de trabalho, bolsas de estudo e financiamento, programa da SEDA Intercâmbios e da Revelo ajuda brasileiros que querem trabalhar no Canadá

Por Redação Atualizado em 13 Maio 2021, 20h58 - Publicado em 14 Maio 2021, 05h00

Com mais de 40 programas de imigração, o Canadá é um dos destinos mais cobiçados por brasileiros que querem estudar ou trabalhar no país, que espera atrair mais de 1 milhão de imigrantes até 2023.

O sonho de imigrar para o Canadá pode ficar mais próximo por causa de um programa de cursos profissionalizantes no país feito numa parceria entre a SEDA Intercâmbios e a Revelo, empresa de recrutamento e seleção online.

A iniciativa oferece bolsas de até 10.000 dólares canadenses (cerca de 43.000 reais) e financiamentos em até 24 vezes para quem está interessado em trabalhar no Canadá e estudar em cursos profissionalizantes. O programa tem visto de trabalho.

Para participar, os interessados precisam ter apenas o ensino médio completo e conquistar uma nota mínima em um teste de inglês. Quem não tiver o inglês no nível exigido, tem a opção de contratar o curso profissionalizante e o curso de inglês – ambos parceláveis em até 24 meses.

Os cursos são da área de tecnologia, mas não é preciso ter conhecimento técnico prévio para se candidatar. É possível estudar em Vancouver, em cursos de cybersecurity, desenvolvimento de softwares e user experience (UX) no CCTB: Canadian College of Technology and Business. Para essas opções, os programas vão de 42 a 70 semanas de duração e custam entre 10.500 e 17.500 dólares canadenses.

Continua após a publicidade

Quem preferir, pode estudar em Toronto em cursos de marketing digital ou análise de dados na Toronto School of Management. Nesse caso, os cursos variam entre 51 e 52 semanas e os preços vão de 10.500 a 11.495 dólares canadenses.

Os salários para esses perfis de profissionais  variam de 60.000 a 80.000 dólares canadenses por ano, permitindo que o estudante pague o financiamento enquanto mantém um bom padrão de vida no país.

As inscrições vão até 30 de maio por meio deste link (clique aqui para acessar).

Quer mais sugestões para se desenvolver? Acesse a nossa página de cursos e assine VOCÊ RH

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade