Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Foto de Isis Borge Isis Borge Diretora da divisão de recrutamento Engenharia, Supply Chain, Marketing e Vendas da Talenses

Cinco livros para presentear (ou pedir) neste final de ano

As indicações de leitura vão agradar quem ama obras voltadas ao desenvolvimento pessoal e profissional

Por Isis Borge, colunista de VOCÊ RH Atualizado em 17 dez 2021, 12h18 - Publicado em 17 dez 2021, 07h00
O

ano está quase acabando, as pessoas já estão ansiosas pelo período de festas e os merecidos dias de descanso. Nesta época, muitos ainda estão em busca dos presentes de Natal ideais e também são questionados sobre o que gostariam de ganhar neste final de ano.

 

A minha sugestão é: peça livros! Os livros são provocações que podem nos tirar da zona de conforto e uma oportunidade de genuinamente ouvir uma nova opinião que pode nos fazer repensar sobre diversos aspectos da vida.

Eu acredito que tudo que possa nos trazer novos conhecimentos e novas experiências será um ótimo investimento de tempo e recursos. Independentemente de onde você passará este final de ano, se em casa ou em uma praia paradisíaca por aí, os livros podem te transportar para algo diferente e inexplorado. Acredito que as obras são capazes de nos transformar, de alguma forma, em pessoas melhores.

Fiz a seleção de cinco títulos que me marcaram positivamente em 2021 e que recomendo estarem na sua lista de leitura:

“Pense de novo: O poder de saber o que você não sabe”, de Adam Grant

O autor é um psicólogo organizacional que coleciona títulos e premiações. Esse livro traz uma série de casos reais que prendem a nossa atenção e nos mostram, com bastante humildade e fluidez, como podemos ter um novo olhar diante de situações bem diferentes e tensas. E traz algumas visões leves e práticas para experiências como conversas pesadas, ou até mesmo como repensar um plano de carreira e de vida. Ele desconstrói estereótipos e nos mostra a riqueza do conflito de ideias.

“Inclusifique: Como a inclusão e a diversidade podem trazer mais inovação à sua empresa”, de Stefanie K. Johnson

A obra agrega bastante valor e nos faz refletir sobre inclusão de forma fluida e ampla. A autora consegue repassar conhecimento com uma linguagem simples.

 

Pode ser lido facilmente, em uma tarde, e traz um compilado de referências em 25 páginas que poderão ser boas fontes de buscas sobre o tema ao longo do próximo ano para complementar a leitura. A minha sugestão é que, após a leitura do livro, você coloque na agenda tempo para se aprofundar na ampla lista de referências. É uma boa leitura para quem quer construir ambientes diversos no mundo corporativo.

Continua após a publicidade

“Tecnologia versus Humanidade: O confronto futuro entre a máquina e o homem”, de Gerd Leonhard

Esse é um livro disruptivo que nos faz sair da zona de conforto e pensar sobre o futuro da tecnologia em nossas vidas. A cada capítulo, nos traz provocações interessantes para analisar diferentes pontos de vista sobre a aplicação da tecnologia na humanidade e aonde poderemos chegar em poucos anos.

A obra discute, inclusive, as questões éticas que circundam a aplicação de tecnologia em diversas situações que geram polêmicas, sugere cinco novos direitos humanos na nova era digital e nos brinda com muitas frases de impacto para, de fato, refletirmos sobre o tema central do livro.

“Mentes perigosas: O psicopata mora ao lado”, de Ana Beatriz Barbosa Silva

Esse livro nos lembra que nem tudo são rosas e que nem todo psicopata é aquele serial killer que aparece nos filmes dos grandes estúdios. A Ana Beatriz nos relata que existem psicopatias de diversos graus e que muitas pessoas que são psicopatas vivem entre nós, inclusive no mundo corporativo.

Eu já ouvi muitos profissionais de RH comentarem de executivos em cargos bem elevados nas organizações que agem como psicopatas e remodelam empresas e sistemas para tudo girar ao redor deles. É verdade que existem psicopatas entre nós, e saber identificá-los pode nos ajudar a nos afastar de pessoas que possam prejudicar nossas vidas e carreiras. Esse livro traz esse alerta e algumas dicas de como identificar se estamos diante de um psicopata.

“I’m so effing tired: A proven plan to beat burnout, boost your energy and reclaim your life”, de Amy Shah

A obra é bastante atual, afinal, a maioria de nós está com um sentimento de cansaço devido a toda a intensidade de ações ao longo do ano, combinado com um período pandêmico que nos tirou da zona de conforto. A autora traz alguns relatos de seus próprios desafios nesta pandemia e, ao mesmo tempo, sugere algumas ações que podem nos ajudar a driblar o cansaço e um potencial burnout.

Só pela reflexão sobre o burnout já vale a leitura. Ela sugere algumas medidas práticas que podem nos ajudar a evitar o burnout, desde a escolha do que comemos e da forma como comemos até ações para a eficiência do uso do tempo e estratégias para nos recuperarmos. É um bom livro para esse início de ano.

Espero que essas sugestões de leitura possam agregar uma nova visão para o ano que se inicia. Vejo que executivos que se destacam não se destacam sozinhos, eles aprendem a cada dia com as pessoas ao seu redor e também com todo tipo de conhecimento que conseguem absorver de leituras, filmes, seriados e podcasts. É sempre uma boa pedida conseguir espaço na agenda para aprender algo diferente todos os dias, nem que sejam quinze minutos pela manhã ou antes de dormir.

E deixo uma dica para as festas de final de ano: que tal perguntar para as pessoas que estarão contigo quais foram os livros que elas leram que mais marcaram suas vidas ao longo do ano que se passou? Certamente você conseguirá uma agenda interessante de leituras fora da caixa para colocar em prática em 2022 e ainda criará uma conexão maior com as pessoas que estarão ao seu redor.

Compartilhe essa matéria via:

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo de VOCÊ RH? Clique aqui para se tornar nosso assinante

Continua após a publicidade

Publicidade