Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Foto de Vívian Rios Vívian Rio Stella Doutora em Linguística pela Unicamp. Idealizadora, curadora e professora da VRS Academy, pesquisa e desenvolve trabalhos voltados à lifelong learning

Em tempos de incertezas, comunique

Assim como em março de 2020, desencontros de informação, incertezas e (re)readaptações voltaram com a Ômicron

Por Vivian Rio Stella, colunista de Você RH Atualizado em 1 fev 2022, 15h51 - Publicado em 2 fev 2022, 07h00
D

e repente, não mais que de repente, a variante Ômicron mostrou a que veio. De repente, não mais que de repente, mudou-se todo o plano cuidadosamente desenhado e comunicado de trabalho presencial ou híbrido. E vivenciamos algo já visto em março de 2020, em pleno janeiro de 2022: desencontros de informação, incertezas e (re)readaptações.

Claro que, em meio a um turbilhão de decisões, das mais previsíveis às menos, parece que comunicar é a última coisa a ser feita, pois requer tempo de preparação, escolha de porta-voz, composição das palavras que dão o tom do texto falado ou escrito, cuidado no canal a ser veiculada a mensagem.  Entre parar, elaborar e informar, muitas empresas e a liderança decidem esperar, deixar a comunicação para depois, quando tudo estiver mais definido.

Enquanto isso, o pai que já tinha acertado com a escola que os filhos passariam a ficar em período integral, por não estar mais em home-office, fica sem saber o que fazer. A líder que tinha se preparado para passar três horas diárias no trânsito para chegar ao trabalho já não sabe se sente alívio ou insegurança, por sentir que a proximidade física do time facilitaria a interação e a entrega do novo projeto. A diretoria não sabe se inicia no próximo mês ou aguarda mais alguns meses para implementar a nova ferramenta de gestão, agora que o retorno ao escritório está em dúvida.

Esses são alguns dos milhares de exemplos de como os silêncios e a ausência de informação geram incertezas, especulação e desmotivação, afetando, diretamente, a vida das pessoas e da organização como um todo. Justamente por afetar todo mundo de alguma forma, deixar para depois, não tratar do assunto e postergar o anúncio de uma mudança podem ser fatais para a segurança psicológica e o engajamento das pessoas – dois pontos extremamente valiosos.

Continua após a publicidade

E esse cenário de postergar ao máximo ou não comunicar o que está acontecendo, em meio a muitas decisões, não ocorre apenas diante da pandemia que enfrentamos. Mudanças de processos, de sistema, de metas, de formas de avaliação e remuneração, de liderança e até de promoção ou demissão de alguém da equipe evidenciam como o fluxo de comunicação nem sempre é tratado com o cuidado e feito com a agilidade que merece.

Por isso, é fundamental manter a comunicação constante, criar rituais e canais que possam trazer mais proximidade e propiciar transparência e, acima de tudo, ter coragem e prontidão para escrever ou dizer “ainda estamos decidindo”, “aguardaremos até que…”, “diante dos últimos acontecimentos, mudamos o plano de retorno”, “a decisão se baseou nos seguintes critérios”, “sinto tanto quanto vocês o efeito de…”, com a compaixão que esses momentos de pandemia ou de mudanças significativas pedem.

De repente, não mais que de repente, as palavras abrem mais caminhos e conexão do que os silêncios barulhentos gerados pela ausência de informação. De repente, não mais que de repente, a comunicação passa a ser a principal aliada, e não o principal problema (como costuma ser injustamente acusada), nesses momentos de incerteza e mudança.

Boas comunicações em 2022!

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)