Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

O Instituto de Pesquisa Eldorado faz blitz postural

Nessas operações, as queixas dos profissionais são anotadas para que sejam encaminhados a fisioterapeutas

Por Ursula Alonso Manso Atualizado em 5 dez 2020, 20h49 - Publicado em 21 mar 2013, 16h28

Campinas (SP) – Já pensou em aprender mandarim no trabalho? O Instituto de Pesquisas Eldorado subsidia o curso para seus funcionários. Até 2010, a bolsa para cursos de idiomas era restrita ao inglês.

Em 2011, a empresa estendeu o benefício a qualquer língua de interesse do empregado, e hoje já há oito pessoas aprendendo mandarim e duas estudando francês. Para estimular seus profissionais a adquirir novos conhecimentos, o Instituto ainda banca 50% do valor da graduação e da pós.

Outra novidade introduzida em 2011 foi o modelo de avaliação de desempenho, que começou a englobar as competências desejadas às funções. A avaliação, antes feita anualmente, passou a ser semestral e informatizada. Sim, mesmo sendo uma empresa de tecnologia da informação, esse processo era feito manualmente.

A informatização da papelada permitiu que a companhia enxergasse melhor as lacunas que precisam ser trabalhadas nas competências dos funcionários. A avaliação serve, ainda, para balizar o Programa de Incentivo ao Desempenho, prevendo aporte extra do Instituto no plano de previdência privada de seus empregados.

Em 2011, 83% deles foram contemplados com benefícios que variaram de 0,6 a 1,8 salário. Outra forte preocupação é com a saúde do time. No ano passado, foram incluídos entre as práticas de qualidade de vida o checkup para líderes e a blitz postural, em que profissionais verificam desde a necessidade de apoio para mãos e pés até o excesso de post-it de cores cansativas em torno do monitor.

Tanto a matriz, em Brasília, quanto as filiais de Campinas (SP) e de Porto Alegre (RS) já tiveram suas edições da blitz postural, nas quais as reclamações dos profissionais foram anotadas para que eles sejam direcionados a programas com fisioterapeutas. O Instituto de Pesquisa Eldorado instituiu também a sexta-feira totalmente casual, em que os funcionários podem trabalhar até de bermuda, e trocou o fornecedor do restaurante de Campinas pelo bufê do chef Antonello, famoso na região. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
Por meio do Programa Amigo Indica Amigo, criado em 2011, a empresa já contratou 15 pessoas. Quem indicou recebeu 500 reais em vale-compras. Funcionários pedem que o transporte fretado seja estendido a cidades vizinhas a Campinas ou que a empresa ofereça vale-combustível.
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)