Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

10 coisas que você precisa saber se quiser trabalhar na Gympass

Com 500 funcionários e presente em 15 países, a Gympass tem o desafio de crescer sem perder o espírito de startup

Por Luciana Lima, da VOCÊ S/A Atualizado em 5 dez 2020, 20h56 - Publicado em 20 fev 2019, 06h00

Criado por César Carvalho, Vinicius Ferriani e João Thayro em 2012, a Gympass tem o objetivo de conectar quem quer praticar exercício a estabelecimentos esportivos.

Funciona assim: os usuários pagam uma mensalidade e podem frequentar ­40 000 academias e estúdios presentes em 15 países. As assinaturas podem ser feitas por pessoas físicas ou por empresas.

É no nicho corporativo que a Gympass fez mais sucesso, pois as companhias enxergaram na plataforma um jeito de oferecer qualidade de vida a seus empregados. Entre os clientes estão Unilever e GE.

Em janeiro, a startup recebeu um aporte de 500 milhões de dólares e se tornou uma unicórnio — as startups que valem 1 bilhão de dólares.

1 • Dores de crescimento

Para formalizar processos globais, a companhia criou, em 2018, um setor que alinha as práticas dos escritórios dos 15 países em que atua. a direção definiu que as áreas terão só três níveis hierárquicos — tudo para manter o espírito de startup. 

2 • Começo suado

Em alguns processos seletivos, a gympass dá um passe livre para que os três finalistas testem e avaliem o serviço, numa forma de incentivar a capacidade crítica. no primeiro dia de trabalho no escritório de são paulo, há integração tradicional e aula gratuita em uma academia parceira .

3 • Carreira interna

Só no último ano, 40% das posições na América Latina foram preenchidas internamente. As oportunidades de expatriação também são grandes. “O Brasil é a operação mais rentável, temos muitos profissionais indo para outros países”, afirma Luiz Massad, diretor de RH da Gympass na América Latina.

4 • Liderança jovem

Como é comum em startups, a maior parte dos gestores é jovem e muitos estão na primeira experiência de chefia. embora a companhia diga que faz treinamentos de liderança, comentários no site de avaliações Lovemondays reclamam da juniorização e da falta de experiência dos chefes.

Continua após a publicidade

5 • Incentivo ao bem-estar

Todos os funcionários têm direito a desconto de 95% nos planos da Gympass, incluindo os mais caros. Além disso, os empregados do escritório de São Paulo podem se consultar com nutricionista e agendar sessões de massagem.

6 • Mais equidade

Hoje, as mulheres correspondem a 35% da liderança e a startup quer que o índice chegue a 50%. Uma das medidas para isso é a mentoria. um grupo de 30 funcionárias  recebe o aconselhamento semanalmente. Outra ação é a diminuição de reuniões à tarde.

7 • Contra o racismo

A startup realizou uma ação para revelar os vieses inconscientes dos funcionários. Na campanha, 20 empregados negros foram fotografados segurando cartazes com frases racistas que ouviram de outros colegas. A companhia discutiu com os líderes explicando por que aquelas afirmações eram preconceituosas.

8 • Mão de obra valorizada

A Gympass fez uma parceria com a rede de universidades Estácio para oferecer bolsas de estudo aos jovens aprendizes que se destacam. “muitos saíam e não tinham condições de custear um curso universitário. Agora eles têm chances de crescer aqui”, diz Luiz.

9 • Um pedaço para chamar de seu

Além das promoções e dos aumentos, a empresa oferece a possibilidade de adquirir ações. O modelo é o de stock options, no qual os ganhos são calculados sobre a valorização de capital. Os empregados que recebem esse direito têm até quatro anos para adquirir as ações.

10 • Flexível, mas nem tanto

O clima no escritório é informal: não há dresscode e as bermudas são liberadas todos os dias. As políticas de mobilidade, entretanto, ainda são tímidas. a companhia não possui horário flexível nem home office. “Compramos um software para ponto digital e nossos sistemas podem ser acessados remotamente, mas, por questões trabalhistas, ainda não estruturamos essas iniciativas”, afirma o RH.

Toque para ampliar.
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês