Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

10 coisas que você deve saber sobre a Bristol-Myers Squibb

Veja o que você precisa saber se pretende trabalhar na biofarmacêutica

Por Tamires Vitorio Atualizado em 5 dez 2020, 20h58 - Publicado em 29 ago 2017, 10h00

 

A Bristol-Myers Squibb passou por grandes mudanças nos últimos anos: em 2007, tornou-se uma biofarmacêutica (segmento da indústria que investe na criação de remédios à base de células vivas).

Além disso, a BMS tem buscado ser uma referência em medicamentos para o tratamento de doenças complexas, para as quais não existem alternativas terapêuticas disponíveis. Mundialmente, no primeiro trimestre de 2017, o lucro da empresa cresceu 12% em relação ao ano passado.

1. MULHERES NO PODER

A BMS promove as oportunidades e o desenvolvimento de carreira das mulheres — 54% do quadro é formado por elas, que ocupam 56% dos cargos de liderança e 67% dos postos de direção.

Além da equidade de gênero, há ações voltadas para outras minorias, como negros, PCDs e público LGBT.

2. ALTA QUALIFICAÇÃO

Por trabalhar com medicamentos complexos, a organização prefere contratar pessoas com um nível mais alto de instrução e experiência. A idade média dos funcionários é de 39 anos.

  • 3. MOBILIDADE

    O programa Tour of Duty possibilita expatriações que duram de seis meses a um ano, independentemente do cargo ocupado.

    Já o Job Rotation dá ao funcionário a oportunidade de trocar de área por intervalos mais curtos, o que aumenta as possibilidades de carreira e o conhecimento sobre outros departamentos.

    4. DRESS CODE

    Continua após a publicidade

    Não há um estilo de roupa definido, a organização é bem aberta. No escritório pode-se trabalhar de jeans, saia ou vestido. O traje social só é requerido em reuniões importantes.

    5. INTERCÂMBIO ENTRE GERAÇÕES

    A companhia tem um programa de mentoria incomum: colaboradores mais jovens, geralmente millennials, são mentores de profissionais de cargos mais altos para estimular o intercâmbio entre gerações.

    6. INDICAÇÃO PREMIADA

    Antes de as vagas disponíveis serem divulgadas ao público, são postadas na intranet, para que os colaboradores possam indicar alguém. Caso haja contratação, o autor da indicação é premiado em dinheiro: para admissões de gerentes seniores ou superiores, são 1 750 dólares; e, para gerência júnior ou inferior, 1 250 dólares.

    7. O QUARTO ANDAR

    Com um refeitório de cardápio variado e saudável, mesas de pingue-pongue e de bilhar, videogame e um espaço de convivência com sofás e mesas, o 4o andar da sede da BMS recebe não só reuniões de negócios como os que buscam relaxar.

    8. VELOCIDADE

    Com o lema de que “O paciente não pode esperar”, a biofarmacêutica prega que a agilidade é um valor para a companhia. No entanto, comentários de ex-funcionários no site LoveMondays apontam que os processos da empresa seriam burocráticos e lentos.

    9. FLEXIBILIDADE DE HORÁRIOS

    É possível trabalhar somente durante 4 horas às sextas-feiras e tirar dez dias a mais de férias no fim do ano, desde que o período seja compensado ao longo da semana ou do mês.

    10. EFETIVAÇÃO BAIXA

    Apenas 6% de estagiários, jovens aprendizes e trainees são efetivados após o fim do contrato. O motivo, segundo a companhia, é que esses cargos são voltados para o aprendizado e não visam contratações.

    Você encontra essa reportagem na edição de agosto/231 da VOCÊ S/A (VOCÊ S/A/VOCÊ S/A) VOCÊ S/A/VOCÊ S/A
    Continua após a publicidade
    Publicidade