Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Os desafios de Samantha Politano, diretora de RH da Gocil

Ao assumir a diretoria de RH da Gocil no auge da pandemia, a executiva precisou estar mais próxima do negócio e pronta para ouvir as pessoas

Por Hanna Oliveira 18 dez 2020, 08h36

Esta reportagem faz parte da edição 71 (dezembro/janeiro) de VOCÊ RH

A carreira de Samantha Politano, de 43 anos, começou quando ela tinha apenas 17 e se tornou trainee da montadora Ford. Administradora por formação, foi parar na área de recursos humanos porque, na época, ainda existia uma percepção de que mulheres se sairiam melhor em setores de humanas do que de exatas. “Na época não existiam as boas questões de diversidade de hoje”, diz Samantha.

Mas ela se apaixonou pelo setor, no qual trilhou sua trajetória em companhias multinacionais, como a alemã Lufthansa, de aviação, e a britânica Babcock, de infraestrutura, onde estava até receber uma proposta para assumir o RH da Gocil, em abril deste ano. Empresa familiar com 35 anos e mais de 25.000 funcionários que atua com segurança e serviços, a Gocil precisava de alguém para construir um novo projeto de gestão de pessoas. “Foi o que me brilhou os olhos: poder fazer a diferença e deixar algo como meu legado”, explica a executiva.

Para ler o texto completo, compre a edição 71 de VOCÊ RH, que já está nas bancas de todo o país. Ou clique aqui para se tornar nosso assinante e tenha acesso imediato à edição digital, disponível para Android e iOS.

 

Continua após a publicidade
Publicidade