Clique e Assine VOCÊ RH por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Estes são os cinco passos para criar bons cursos de educação à distância

Professora do IAG, a Escola de Negócios da PUC-Rio, explica quais são os pontos mais importantes para estruturar cursos online que tragam resultados

Por Elisa Tozzi
Atualizado em 28 abr 2021, 08h58 - Publicado em 28 abr 2021, 08h00

A educação à distância já era uma tendência nos últimos anos, mas foi impulsionada com a pandemia da covid-19. Mas para que o aprendizado seja efetivo, é preciso seguir algumas premissas ao organizar os cursos online. Maria Isabel Guimarães, professora do IAG, a Escola de Negócios da PUC-Rio, e especialista em aprendizagem organizacional, explica quais são os cinco pontos mais importantes.

1. Os objetivos pedagógicos vêm antes da escolha de ferramentas

O que se pretende pedagogicamente deve definir a ferramenta que será utilizada – e não ao contrário. Se a ideia é manter nos programas à distância uma proposta de aprendizagem ativa, por exemplo, as ferramentas devem propiciar a interação entre as pessoas.

2.  Integração com os desafios reais e as práticas da empresa

Os programas não devem estar desvinculados dos desafios que a empresa enfrenta. Ao contrário: devem ter o propósito de gerar novas práticas que venham a resolver problemas reais da empresa. Isso, na verdade, independe se o programa é a distância ou presencial. É importante entender que um programa de educação executiva a distância pode ser, pela sua própria natureza, uma oportunidade significativa na construção de novas práticas e de um novo mindset que farão parte dessa nova cultura do trabalho remoto que todos vivenciamos.

Continua após a publicidade

3. Busca de legitimidade e engajamento

Ouvir as pessoas que participarão e, de preferência, chamá-las para a co-criação do programa – tanto na definição do conteúdo, quanto na escolha da metodologia e das ferramentas – ajuda a trazer legitimidade e engajamento. Fala-se muito em foco no cliente, mas isso é pouco praticado nas empresas internamente. Entender, por exemplo, quando os profissionais se dedicarão às ações do programa e por qual dispositivo (celular ou desktop, por exemplo), fará diferença na forma como o conteúdo será produzido e disponibilizado – e terá impacto no engajamento dos participantes.

4. Gestão do tempo

É necessário criar condições para as pessoas participarem das ações de aprendizagem – entendendo que, síncronas ou assíncronas, ações à distância, assim como as presenciais, requerem tempo de dedicação, e isso deve ser viabilizado.  Ainda mais em tempos de pandemia, quando as pessoas estão com sobrecarga de atividades. Em ações presenciais, com data marcada, é mais natural que o tempo seja “reservado” para que os profissionais se dediquem às ações do programa. No caso de ações a distância assíncronas, é fundamental trabalhar a gestão do tempo da equipe para que a participação de todos seja viabilizada.

5. Diversidade e internacionalização de participantes, docentes, palestrantes

É importante aproveitar a oportunidade para abrir as fronteiras e ampliar a diversidade – tanto dos participantes quanto dos professores, palestrantes e mentores. Em caso de empresas globais, vale propiciar a integração entre executivos de diferentes partes do mundo. O mesmo vale para empresas nacionais, que podem expandir a participação de pessoas de várias localidades. Há também mais possibilidade para a internacionalização do corpo docente. O ganho com a integração de diferentes culturas em um mesmo programa é incalculável.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.