Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Como dar feedbacks eficientes no home office?

Delicado por si só, o feedback precisa ser adaptado para o trabalho remoto. Entenda como conduzir conversas produtivas à distância

Por Hanna Oliveira Atualizado em 25 ago 2021, 10h42 - Publicado em 2 abr 2021, 08h00

Há mais de um um ano, grande parte das empresas se viram diante de um grande desafio: levar suas equipes para casa e começar a atuar remotamente. Como várias não tinham se estruturado para um cenário assim, 2020 se tornou um ano de profundos aprendizados. E, em meio a tantos desafios, um dos principais foi o feedback: como conduzir essas conversas à distância? 

Para Clarissa Da Rosa, fundadora da Muta, consultoria de transformação digital e comportamental, o grande cuidado é ficar atento ao estado emocional das pessoas. “A saúde mental foi muito impactada. Então é importante o líder identificar se o liderado está num momento estável para conversar”, diz.Para captar as nuances, e conseguir tirar o melhor dessas avaliações, aqui vão algumas dicas.

Quais são os erros que os líderes mais cometem ao dar feedbacks remotamente?

Falta de empatia e despreparo podem ser fatais para o bom andamento de uma rodada de feedback. Por isso, é importante ter um checklist do que será tratado e conduzir a conversa com tranquilidade – sem tentar se impor. “Fazer imperar a sua necessidade ou a sua urgência é um erro”, diz Clarissa. 

Outro erro é atacar a pessoa e não os comportamentos que precisam de ajustes. “Que não seja um momento de julgamentos da pessoa e tampouco de um vício corporativo de trazer na fala pontuações sobre o que não funcionou”, afirma a especialista. 

Continua após a publicidade

Como estruturar os feedbacks no home office?

Antes de começar a conversa, é importante confirmar com o liderado se aquele é um bom momento para conversar e perceber como a outra pessoa está se sentindo. “Temos que ver se o outro está aberto e saudável para receber esse tipo de conversa. Não podemos perder esse caráter empático de entender como o outro está para receber todas essas pontuações”, diz Clarissa.

Além disso, é interessante ter um planejamento para conduzir a conversa, com escopo definido do que será tratado e utilizando a ferramenta que achar melhor: papel, computador, celular. Isso ajuda a não se perder. “Estruture esse papo, porque o feedback tem um papel esclarecedor”, explica a consultora. 

Como ficam os feedbacks curtos do dia a dia? 

Se antes era possível tirar 15 minutinhos para ir até o café e passar um feedback rápido, positivo ou negativo, com o home office isso se complica. O mais comum é que os líderes mandem mensagens para as equipes, mas isso pode gerar ruídos – já que a mensagem não vem com tom de voz e pode ser mal interpretada. “Pode impactar uma pessoa que esteja sensibilizada e talvez não esteja em um momento legal”, diz Clarissa. 

O melhor é criar momentos periódicos de conversas, como reuniões semanais, para fazer essas pontuações, como indica a especialista: “É importante conversar e ter esses rituais. O ser humano em geral lida bem com rituais, então, fazer um café da manhã com o líder, por exemplo, ajuda a absorver, a criar uma cadência e estimular as trocas”.

De que maneira os liderados podem se preparar para o feedback?

Quem recebe feedback também precisa se preparar, se desprender de julgamentos e se abrir:  “Façam um combinado de abertura de câmera para troca. E que seja um espaço de acolhimento para que as pessoas, de fato, possam conversar e ter pontuações importantes”, diz Clarissa.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

App VOCÊ RH para celular e tablet, atualizado mensalmente

a partir de R$ 12,90/mês