Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vagas para recrutadores quadruplicaram em 2021: como se destacar na área?

Levantamento do LinkedIn mostra que a carreira está em ascensão. Especialistas mostram os desafios e as habilidades mais importantes para os recrutadores

Por Elisa Tozzi Atualizado em 7 set 2021, 08h20 - Publicado em 7 set 2021, 07h00

O LinkedIn divulgou uma boa notícia para quem trabalha com recrutamento e seleção: o número de vagas para recrutadores no Brasil quadruplicou em junho de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020. A tendência é que a carreira cresça com a melhoria dos índices da economia e, segundo o LinkedIn, as posições para essa área estão voltando aos poucos ao nível pré-pandemia.

A pesquisa também mapeou os aspectos que são mais importantes para os profissionais que buscam um recolocação na área. Os três primeiros são:  equilíbrio entre vida pessoal e profissional, remuneração e cultura da empresa. Mas um fator se destaca: estabilidade da posição, índice que cresceu 21%.

É muito positivo que a demanda dessas posições esteja aumentando no Brasil e ao redor do mundo. Com tantos desafios no mercado profissional no último ano, é compreensível que fatores como a estabilidade do emprego esteja no topo da lista de prioridades”, diz Ana Claudia Plihal, executiva de Soluções de Talentos do LinkedIn.

Como se destacar na área de recrutamento e seleção

Com mais vagas nessa área, o que um profissional deve fazer para se destacar? Para a Ana Paula Montanha, sócia-diretora de Capital Humano da Hayman-Woodward, escritório especializado em imigração, uma competência fundamental é ter pensamento estratégico.

  • Entender de planejamento estratégico irá aumentar a compreensão sobre o posicionamento da empresa em comparação com os  concorrentes, e melhorar a busca por executivos que possam estar em outras indústrias e segmentos mas que possuam visão inovadora e que agreguem valor. Um headhunter brilhante vai além do recrutamento no concorrente”, diz a especialista.

    Continua após a publicidade

    Além disso, investir no conhecimento de idiomas também é importante – já que o recrutamento internacional é uma tendência forte. “O mundo globalizado exige que se pense o recrutamento em múltiplos países”, explica Ana Paula.

    Os principais desafios

    Para ter um carreira longeva na área, é preciso ficar atento às transformações do mundo do trabalho. Fernando Pedro, diretor geral da Assigna, empresa do Talenses Group especializada em Staff Loan (trabalho temporário e terceirizado), indica que as tendências mais importantes são: novos modelos de contratação, trabalho remoto, carreiras em Y, desafios geracionais, diversidade e inclusão e escassez de talentos em algumas áreas – especialmente em tecnologia, que tem mais vagas do que profissionais no Brasil.

    “Existe também o desafio de acompanhar as novas tecnologias que surgem no setor e exigem do recrutador agilidade de aprendizagem. Ao mesmo tempo, o cuidado com o humano tem que continuar independentemente da tecnologia. Mesmo que tenhamos ajuda das máquinas para agilizar os processos, sempre teremos um ser humano do outro lado”, diz Fernando.

     

    Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade