Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Como está o RH na crise do coronavírus?

Pesquisa exclusiva mostra qual é o papel do RH na pandemia da covid-19. A maioria teve que agir rapidamente e deixar a estratégia para depois

Por Elisa Tozzi Atualizado em 15 dez 2020, 08h58 - Publicado em 9 abr 2020, 06h00

São Paulo – Qual é o papel do RH durante a crise do coronavírus? Foi para responder a essa pergunta que a consultoria de desenvolvimento humano Wisnet desenvolveu o estudo RHs em Rede: Perguntas para Esse Tempo. No estudo, foram entrevistados, entre 23 e 28 de março deste ano, 115 diretores, superintendentes e coordenadores de gestão de pessoas de empresas de médio e grande porte. Os resultados são divulgados com exclusividade pela VOCÊ RH.

Para Felipe Urbano, sócio da Wisnet, o levantamento ajudou a compreender quais são os sentimentos e as expectativas do RH durante a pandemia da covid-19. “Para o RH, a estratégia do negócio mudou menos do que a estratégia da sua própria área. O sentimento comum é de que quase tudo que estava desenhado precisava ser refeito”, diz Felipe. Não é à toa que a pesquisa mostra que, para 64% dos profissionais da área, a capacidade de adaptação precisa ser intensificada nesse período. 

Reação rápida

Outro ponto destacado pelo sócio foi a necessidade de apertar o botão de emergência e tomar decisões rápidas. “Sobreviver foi a reação imediata. Na tempestade, a estratégia é diferente da que usamos em águas tranquilas. Boa parte dos RHs colocou como questão primária enviar as pessoas para casa, depois refletiu sobre desenvolvimento, clima, engajamento e as demais agendas”, diz Felipe

O executivo também elogia a postura da maior parte dos gestores de pessoas: “Eles foram, como quase todos os líderes, surpreendidos pela dimensão do impacto dessa crise e estão tendo que ajudar as pessoas com o que podem, da forma que podem. Muitos RHs ganharam uma dimensão à altura da sua missão”. 

Principais resultados

Veja alguns dos dados levantados pelo estudo da Wisnet 

  • 74% enxergam como prioridade criar ou acionar um comitê de crise
  • 73% estão participando de decisões estratégicas ao lado da liderança
  • 68% querem evitar ao máximo as demissões
  • 68% priorizam criar ações de saúde para os funcionários
  • 62% criam opções para cuidar de pessoas mais vulneráveis
  • 61% acreditam ser prioridade posicionar-se de forma generosa e fazer parte do todo
  • 53% estão preocupados em manter o engajamento à distância
  • 52% priorizam o desenvolvimento de habilidades à distância
  • 34% dos RHs dizem que está na agenda de prioridade que as lideranças apoiem os times
  • 23% acreditam que está totalmente presente na empresa o fato de as lideranças atuarem como modelos a ser seguidos nesta crise
  • 22% dizem que está totalmente presente na empresa o fato de a liderança comunicar de forma clara e objetiva

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

App VOCÊ RH para celular e tablet, atualizado mensalmente

a partir de R$ 12,90/mês