Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Home office: produtividade aumentou, mas quantidade de tarefas cresceu

Pesquisa conduzida com mais de 1.000 profissionais revela que 70% produzem mais em casa

Por Elisa Tozzi
Atualizado em 17 dez 2020, 16h17 - Publicado em 6 ago 2020, 15h38

A consultoria de recrutamento Talenses, em parceria com a Fundação Dom Cabral, ouviu mais de 1.000 profissionais de todo o Brasil para entender como as pessoas estão se saindo no home office durante a crise do coronavírus. A maior parte dos respondentes ocupa cargos de gerência, mas pessoas de todos os níveis hierárquicos foram consultadas – dos assistentes aos CEOs.

O estudo mostra que 70% dos profissionais consideram sua produtividade muito alta no home office e 74% confessam que o número de atividades está maior durante a pandemia. Entre as explicações para o excesso de tarefas estão as demandas do setor em que atuam (75%), a diminuição da estrutura (33%), a sensação de que é preciso trabalhar mais para demonstrar aos chefes que estão sendo produtivos (28%) e a necessidade de gastar mais tempo para realizar as atividades (23%).

As mães sofre mais

Para as mulheres que têm filhos, a questão é mais complexa. Embora a maioria (65%) também se considere mais produtiva no home office, 50% das que cuidam de uma criança com até 12 anos não conseguem se dedicar a projetos pessoais por conta de atividades relacionadas aos filhos ou aos cuidados com a casa. Entre os homens, o índice é de 28%.

Poder de escolha

Antes da pandemia, 52% das empregadoras dos entrevistados não possuía política de home office, por isso, a adaptação foi de mão dupla: dos empregados e das organizações. Depois de meses vivenciando essa experiência, a maior parte das pessoas gostaria de continuar remotamente duas ou três vezes por semana — e 91% gostariam de poder continuar em home office quando as companhias retomarem o trabalho presencial.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de VOCÊ RH? É só clicar aqui para ser nosso assinante.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

As empresas estão mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VOCÊ RH.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.