Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

O que a Roche faz para diminuir o medo dos funcionários sobre o futuro?

A farmacêutica Roche percebeu que os empregados estavam receosos sobre o futuro do trabalho e de suas carreiras e criou treinamentos para diminuir o medo

Por Hanna Oliveira Atualizado em 22 fev 2021, 20h43 - Publicado em 23 fev 2021, 08h00

Quando os empregados do braço farmacêutico da Roche estavam se adaptando à realidade da pandemia, a companhia recebeu um pedido do pessoal de campo: eles queriam ajuda para se preparar para o mundo pós-coronavírus.

Por sorte, a empresa estava desenhando um programa de requalificação (o famoso reskilling) com foco em competências do futuro e resolveu acelerar a implementação. Para isso, criou squads que envolveram 175 empregados.

  • Durante 13 semanas, os grupos criaram a grade curricular — e os temas de 70% dos cursos foram definidos pelos funcionários. Há, por exemplo, aulas sobre inteligência emocional e metodologia ágil que serão oferecidas aos 600 profissionais da multinacional. “As pessoas estavam ansiosas e com medo. A aprendizagem trouxe esperança”, explica Andrea Zitune, gerente de desenvolvimento organizacional da Roche.

    Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo de VOCÊ RH? Clique aqui para ser nosso assinante e nos siga no LinkedIn e no Instagram.

    Publicidade