Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Três motivadores psicológicos para a volta ao escritório

Líderes de RH devem ajudar a oferecer um ambiente de autonomia, capacidade e conexões. Assim os colaboradores se sentirão em casa na empresa.

Por Redação
Atualizado em 11 jun 2024, 09h38 - Publicado em 31 Maio 2024, 12h26

Por que os profissionais não querem voltar ao modelo presencial de trabalho? Além da comodidade que o trabalho remoto oferece, eles não encontram bons motivos para estar na empresa todo dia (ou quase todo dia).

  • 60% dos colaboradores acham que os custos de precisar ir ao escritório superam os benefícios.
  • 67% sentem que ir à empresa demanda mais esforço do que exigia antes da pandemia.
  • 70% consideram a possibilidade de pedir demissão se voltarem ao modelo presencial.
  • 73% dizem que é mais caro ter de se deslocar ao escritório do que trabalhar de casa.

A Gartner, empresa de benchmarking global de capital humano, afirma: para tornar o escritório um lugar para onde os funcionários queiram ir, a empresa deve lhes proporcionar fatores psicológicos equivalentes aos do modelo remoto. Saiba como.

  1. Fortalecendo a autonomia e a flexibilidade dos profissionais. Isso é possível fornecendo orientações claras sobre as vantagens do modelo presencial (a união do grupo gera maior criatividade, colaboração e respeito à cultura organizacional), além de dar a eles um maior senso de controle sobre seu comportamento e decisões.
  2. Reforçando a capacidade dos funcionários ao buscar o apoio de especialistas em imóveis corporativos, de modo a criar espaços de trabalho variados no escritório. Assim, é possível acomodar as diferentes preferências dos indivíduos, bem como tarefas distintas.
  3. Facilitando as conexões entre os colaboradores, ao estabelecer expectativas claras sobre quando os colegas estarão no escritório e ao melhorar a segurança psicológica no ambiente de trabalho. Interações transparentes e intencionais apoiam as diferentes necessidades de grupos sociais distintos.

Antes, durante e depois do home office

Como você verá na tabela abaixo, os três principais motivadores psicológicos para a volta ao trabalho presencial, na oferta das empresas, precisam evoluir muito em relação ao que eram antes da pandemia para se constituírem no escritório ideal.

Tabela que compara três aspectos do trabalho (autonomia, capacidade e conexões) antes da pandemia e durante o modelo remoto. A última linha da tabela ainda explica como tais aspectos devem ser, no escritório ideal, para incentivar a volta dos profissionais ao modelo de trabalho presencial ou híbrido.
Imagem: Cristielle Luise/Arte Você RH. (Arte/VOCÊ RH)

Os fatores psicológicos que vão atrair os colaboradores para o escritório funcionarão muito melhor se a área de recursos humanos contribuir nos seguintes aspectos:

Continua após a publicidade
  • Dar autonomia de trabalho e de vida

Funcionários que mudaram para o trabalho remoto desde o início da pandemia experimentaram mais autonomia do que antes, pois poderiam organizar seu dia a dia para atender melhor às suas necessidades pessoais e profissionais.
Esses colaboradores podiam trabalhar em vários locais de sua casa, realizar tarefas domésticas, economizar no deslocamento

Por isso, os líderes de RH devem fazer parceria com chefes de departamento para desenvolver políticas que forneçam diretrizes, não requisitos, de modo a preservar essa autonomia. Ela não apenas reduz a fadiga dos trabalhadores em quase duas vezes mas também os torna 2,3 vezes mais propensos a permanecer na organização.

  • Criar espaços diferentes no escritório

Muitas empresas acreditam que a colaboração é uma função crítica do escritório, por isso enfatizam demais os espaços compartilhados em grupo. Mas o trabalho individual é uma parte igualmente importante.

O RH deve fazer parceria com os profissionais que projetam os espaços de modo a criar ambientes com características variadas que atendam a diversos estilos de trabalho, ajudando a melhorar a produtividade dos funcionários.

Os felizardos que tiveram o espaço adaptado às suas necessidades expandiram seu senso de domínio e o potencial para alcançar resultados desejados. Seus ambientes foram configurados para aumentar sua capacidade de foco profundo.

Continua após a publicidade

Veja a seguir um modelo de espaços diferentes no mesmo escritório, para ampliar a produtividade do colaborador.

Tabela que explica seis tipos de espaço que as empresas podem oferecer para atrair os profissionais para o escritório. São espaços de criação, concentração, congregação, comunhão, contemplação e socialização.
Imagem: Cristelle Luise/Arte Você RH. (Arte/VOCÊ RH)

A Gartner indica: 67% dos profissionais dizem que são mais propensos a realizar o trabalho quando controlam seu próprio ambiente de trabalho.

  • Mexer nos horários para estimular as conexões

Durante o auge da pandemia, o trabalho remoto forçou as empresas a repensar como seus funcionários poderiam se conectar entre si e com a cultura da organização, e estabeleceram fontes de conexão além da interação física no mesmo espaço. Colaboradores que se sentiam desconfortáveis no espaço físico floresceram no espaço virtual. A frequência diária de microagressões diminuiu, e os eventos de conexão tornaram-se mais constantes, pois ocorreram virtualmente em vários horários, em vez de limitados a um local físico.

Os líderes de RH devem facilitar a coordenação entre os horários dos departamentos e das equipes para permitir a conexão mais profunda entre os funcionários, já que o tempo presencial com os colegas é o principal motivador de atração para o escritório.

Continua após a publicidade

Todas as informações desta matéria são propriedade da Gartner, empresa de benchmarking global de capital humano, e estão na edição 92 (junho/julho) da Você RH. Clique aqui e confira os outros conteúdos da revista impressa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.