Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Estes são os benefícios de quem trabalha em Empresas de Benefícios

Conheça os programas das três melhores Empresas de Benefícios segundo o Guia VOCÊ S/A - As 150 Melhores Empresas para Trabalhar

Por da Redação
Atualizado em 5 dez 2020, 20h48 - Publicado em 6 mar 2020, 06h00

SODEXO

Na Sodexo, administradora de benefícios, há muito trabalho a ser feito. Além de readequar alguns funcionários em novas funções, a empresa estruturou uma corretora para ajudar os clientes na escolha de benefícios junto às seguradoras. Mesmo com novidades em curso, os empregados não se sentem pressionados. “Somos respeitados. Os chefes sabem até onde podem cobrar”, diz um deles. O que torna o clima leve são as práticas que valorizam os profissionais.

Quem supera os resultados esperados recebe, das mãos do comitê executivo da empresa, um cartão que vale dinheiro. “Os executivos vão até o andar da pessoa para reconhecê-la em público e explicar por que ela mereceu o prêmio”, diz Monica Torquato, gerente de desenvolvimento organizacional. Além disso, há caminhos para dar voz ativa às equipes.

Por meio do programa Innov’hub, todos podem propor ideias, que, posteriormente, são votadas. E, anualmente, as melhores sugestões são apresentadas para um comitê na França, onde fica a sede da Sodexo. O que também agrada são os benefícios. Com o Alimentação Pass, por exemplo, o empregado pode escolher (dentro de um limite estipulado) quanto quer receber de vale-refeição e alimentação. |

PONTOS POSITIVOS

muitos elogios para O programa de recrutamento interno, no qual é possível se candidatar a vagas em outros países. o benefício de pagamento de combustível do carro e o de pedágio também agradam às equipes.

Continua após a publicidade

PONTOS A MELHORAR

Alguns empregados dizem que as metas demoram a ser apresentadas, o que prejudica as entregas. outros afirmam ser difícil conseguir bolsas de estudo e pedem acesso a mais treinamentos.


ALELO

Do reconhecimento em público a prêmios financeiros, o que não falta na fornecedora de cartões de benefícios Alelo são práticas que incentivem os profissionais a sair da zona de conforto. Entre 2017 e 2018 a empresa aumentou em 73% o investimento em programas que distribuem premiações aos funcionários.

Entre eles estão o Atitude Alelo e o Mandou Bem, que estimulam os empregados a reconhecer, com dinheiro ou pontos no programa de recompensas Livelo, colegas que se destacaram em alguma atividade.

Continua após a publicidade

O que também os motiva a entregar mais do que o esperado é a exposição pública — a empresa tem como premissa escancarar as realizações dos funcionários. Quem recebe prêmios do Mandou Bem e do Atitude Alelo, por exemplo, ganha destaque na TV corporativa. A companhia realiza dois eventos por ano para revelar promoções e aumentos de salário.

Os trabalhadores reconhecidos na cerimônia recebem um balde com champanhe e bombons. “Nada é escondido. Todos sabem quem e quando foi promovido”, diz um gestor. Mesmo com ações que estimulam a participação ativa, alguns funcionários contam que as ideias sugeridas, muitas vezes, ficam no papel.

PONTOS POSITIVOS

Sexta-feira com expediente mais curto, bermuda liberada e o programa Apoio Alelo, com assessoria psicológica, jurídica e financeira, são elogiados. E a empresa está montando times de diversidade e inclusão.

PONTOS A MELHORAR

Alguns relatam a falta de um plano de carreira para quem quer seguir na empresa como especialista. O home office não é para todos e algumas áreas dizem não participar da elaboração da estratégia da empresa.

Continua após a publicidade

TICKET

Na Ticket, empresa de benefícios do grupo francês Edenred e que acaba de efetivar uma parceria com o Itaú, todos os funcionários têm metas próprias atreladas à estratégia do negócio. Os objetivos individuais são decididos junto com os gestores e resultam em um contrato de gestão entre companhia e empregado.

Registrados numa plataforma, tornam-se parte do plano de desenvolvimento individual. Além das metas relativas à performance da empresa, o funcionário decide com o chefe cinco competências, entre 12 indicadas, para desenvolver ao longo do ano e que deverão contribuir para seu crescimento e para o cumprimento das metas.

São elas: análise, autonomia, compromisso, comunicação, influência, iniciativa, inovação, competências interpessoais, networking, organização, orientação e gestão do estresse. Na plataforma é possível monitorar as entregas e registrar feedbacks.

A avaliação ao final do ciclo de desempenho é um critério de elegibilidade para diversos programas e iniciativas de desenvolvimento, como movimentação internacional entre áreas e empresas do grupo e concessão de subsídios para educação. Outra função importante do contrato de gestão é a influência sobre a porcentagem da PLR. 

Continua após a publicidade

PONTOS POSITIVOS

A Ticket está adotando o programa Flexplace, que permite ao empregado trabalhar até dois dias por semana fora do escritório e receber onde estiver as ligações feitas para o telefone corporativo.

PONTOS A MELHORAR

O Espaço Beleza está disponível para todos, mas funcionários de outros locais precisam se deslocar até o escritório do bairro de Pinheiros para usufruir. não há mais serviços de costureira e tinturaria.


Quer participar do Guia VOCÊ S/A – As Melhores Empresas para Trabalhar?

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

As empresas estão mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VOCÊ RH.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.