Assine VOCÊ RH por R$2,00/semana
Continua após publicidade

O dia começa com café coletivo na Novo Nordisk

Com apenas 167 funcionários no país, a empresa tem um clima familiar

Por Nina Neves
Atualizado em 5 dez 2020, 20h49 - Publicado em 26 mar 2013, 16h21

São Paulo (SP) – É com um café da manhã coletivo que começa o dia na Novo Nordisk, companhia de indústria farmacêutica, higiene e cosméticos, com matriz na Dinamarca. Com apenas 167 funcionários no Brasil, o clima familiar contribui para que os funcionários se considerem bem informados sobre as estratégias e peças fundamentais no resultado do negócio. E são mesmo.

“Quando alguém sai, causa um impacto grande no trabalho de todo mundo”, diz um empregado. A informalidade é estimulada também na relação com a liderança, que deve dar feedback no dia a dia do trabalho. Isso não impede, porém, o profissional de receber uma avaliação formal de seu chefe uma vez por ano, quando recebe orientações e uma descrição de competências a desenvolver que irão compor seu plano de desenvolvimento individual.

O resultado dessa avaliação, somado ao tempo no cargo atual e ao seu desempenho, forma os elementos de análise para uma futura promoção — que pode demorar bastante, segundo os funcionários. Eles enxergam, porém, outras formas de crescer na companhia. Um dos facilitadores é o programa de recrutamento interno, que divulga as vagas abertas inclusive em outros países. A expatriação é uma realidade e costuma ter duração de três anos ou de seis meses, no caso das pessoas que participam de projetos específicos.

Para alinhar a cultura de uma empresa dinamarquesa nos 75 países em que está presente, a farmacêutica reformulou no ano passado o Novo Nordisk Way, um manual que busca equalizar valores, objetivos e estratégias corporativas. Dentre os benefícios, os funcionários elogiam os planos de saúde e odontológico, a previdência privada, o horário flexível, o seguro de vida e o reembolso de medicamentos (100% para os da companhia e 50% para os de outros laboratórios).

Como costume nas farmacêuticas, os empregados da Novo Nordisk também trabalham meio expediente às sextas-feiras. Com um grande portfólio de produtos para tratamento de diabetes, são realizadas internamente várias campanhas preventivas sobre a doença. 

PONTO(S) POSITIVO(S) PONTO(S) A MELHORAR
Se conseguirem bater a meta de 2012, todos os funcionários irão conhecer a matriz da Novo Nordisk, na Dinamarca. Os empregados sentem falta de financiamento para MBAs e pós. Também reclamam do longo tempo entre a saída de uma pessoa e a admissão de outra.
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

As empresas estão mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VOCÊ RH.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Você RH impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.