Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Quatro tendências de treinamento e desenvolvimento para 2022

Este será o ano em que o potencial humano pedirá maior atenção de líderes e departamentos de treinamento e desenvolvimento

Por Marcelo Mantovani, professor da HSM Academy Atualizado em 14 mar 2022, 15h53 - Publicado em 1 fev 2022, 06h55
A

área de T&D viveu uma revolução nos últimos dois anos. Empresas de todos os segmentos precisaram se adaptar aos modelos e ferramentas digitais que intermediaram as inúmeras angústias diante da tela do computador.

Novo cenário, nova inquietação: como possibilitar que líderes, gestores de RH e Universidades Corporativas desenvolvam seus colaboradores com maior eficiência e qualidade? Se 2021 deu início a nova década com a dúvida do retorno presencial do trabalho e das ofertas de treinamento, 2022 começou com uma certeza: é preciso resgatar o potencial humano na entrega de conteúdo, independentemente do modelo praticado.

Confira a seguir quatro tendências que ganharão força nos treinamentos corporativos e programas de desenvolvimento em 2022:

Cocriação

Cada vez mais, o modelo expositivo de conteúdo perde força e dá lugar ao protagonismo, à interação e à cocriação. Se a oferta dos treinamentos remotos perdeu alguma energia com o distanciamento das interações sociais, será preciso dar voz aos participantes e permitir maior autonomia na decisão e na solução dos cases apresentados. Por isso, quanto maior o espaço de cocriação, abertura de novas percepções e compartilhamento de ideias em uma sessão de treinamento, maior será o engajamento de quem participa, colocando a empresa em outro patamar de contribuição, participação e performance de seus colaboradores.

O que faz sentido toca o coração (e a curadoria de conteúdo pode ajudar)

A infinitude, a velocidade e a alteração das informações nos últimos anos provocaram um desgaste mental capaz de baixar o interesse por novos conteúdos. Nesse cenário, 2022 precisará apoiar seus programas de desenvolvimento na neurociência: a conexão entre determinado tema e o contexto de quem aprende eleva exponencialmente a atenção e o interesse pela aprendizagem.

Não basta oferecer a melhor tecnologia, a melhor ferramenta ou o tema mais inovador. É preciso customizar o conteúdo a partir da história da empresa, seus diferentes departamentos e o repertório de seus colaboradores. É preciso fazer sentido para que a aprendizagem encontre um espaço generoso para a absorção do conteúdo.

Softskills são a bola da vez (e chegaram para ficar)

Os consultórios de terapia não mentem: há um número cada vez maior de colaboradores buscando ajuda nos últimos dois anos. Algumas empresas têm investido fortemente em ações que procuram preservar a saúde mental de seus colaboradores, oferecendo aplicativos de meditação, horários mais flexíveis, planos de saúde que contemplem terapia ou acesso a profissionais qualificados.

Continua após a publicidade

Sem dúvida, cuidar da mente tornou-se prioridade e necessidade urgentes. Uma das formas mais potentes de contribuir para o equilíbrio emocional dos colaboradores em 2022 será oferecer programas de treinamento e desenvolvimento para as lideranças.

Temas como inteligência emocional, confiança, resiliência, feedback e comunicação assertiva com foco no acompanhamento e acolhimento corporativo dos liderados, especialmente aqueles que atuam no formato remoto e híbrido, tornaram-se basilares.

Empresas que investem em T&D atrairão mais talentos

Skilling, upskilling, reskilling e crosskilling. Essas palavras passaram a fazer parte do jargão de todo departamento de T&D nos últimos anos. A ideia do colaborador lifelong learner, que nunca para de estudar e aprender, tornou-se essencial não apenas para a sobrevivência no ambiente corporativo, mas para as interações sociais num mundo de inovação frenética.

Ao mesmo tempo, reter talentos continua sendo um grande desafio para a área de recursos humanos diante das novas possibilidades de trabalho. Um caminho importante para 2022 será investir em programas de treinamento que supram não apenas o descompasso entre a qualificação e as demandas do mercado de trabalho, mas também os interesses e as necessidades da empresa.

À medida que essa oferta cresce (via Universidade Corporativa, capacitações ou sessões individuais de mentoria), maior será o potencial de resultado e engajamento dos colaboradores, tornando o ambiente corporativo um grande laboratório de criatividade e inovação em seus produtos e serviços.

Esse ciclo de aprendizagem contínua retém não apenas os talentos em desenvolvimento da empresa, mas passa também a atrair os talentos do mercado que buscam um espaço para compartilhar ideias, crescer e se desenvolver profissional.

Definitivamente, 2022 será o ano em que o potencial humano pedirá maior atenção de líderes e departamentos de treinamento e desenvolvimento.

Marcelo Mantovani é professor, consultor educacional e especialista em psicologia da aprendizagem, treinamento e desenvolvimento na HSM

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue no caminho para se tornar uma referência. Assine VC RH e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da VOCÊ RH! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Receba todo bimestre a VOCÊ RH impressa mais acesso imediato às edições digitais no App VOCÊ RH, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VOCÊ RH, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Pautas fundamentais para as lideranças de RH.

Cobertura de cursos e vagas para desenvolvimento pessoal e profissional.

App VOCÊ RH para celular e tablet, atualizado mensalmente

a partir de R$ 12,90/mês