Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

As práticas que melhoram a aprendizagem nas empresas

Relatório indica que os trabalhadores querem receber mais orientações sobre como e o que aprender

Por Redação Atualizado em 7 dez 2021, 11h11 - Publicado em 8 dez 2021, 07h00

Pesquisa realizada pela plataforma de aprendizagem Degreed mostra que os profissionais querem receber mais orientação sobre como e o que aprender. Além disso, desejam ter experiências diferentes das obtidas em aulas tradicionais, preferindo atividades mais diversificadas e dinâmicas, e são mais bem-sucedidos no desenvolvimento quando recebem apoio da liderança.

O levantamento foi realizado com 2.400 trabalhadores de 15 países, incluindo o Brasil, que contaram quais experiências consideram positivas e significativas para a aprendizagem e o crescimento no trabalho.

Os participantes foram divididos em dois grupos: “promotores”, que são aqueles que classificaram como positiva a cultura de aprendizagem da empresa em que trabalham; e “opositores”, que definiram esse ambiente de educação corporativa como neutro ou negativo. Os resultados apresentados foram baseados nas diferenças entre esses grupos.

Desempenho e aprendizagem

A pesquisa identificou que, em empresas com cultura positiva, os funcionários são 53% mais propensos a buscar aprendizado para ter um melhor desempenho nas funções atuais. Já os colaboradores do outro grupo tendem a fazer cursos por obrigação, apenas para cumprir exigências, o que indica falta de engajamento. Os “promotores” também têm 50% a mais de probabilidade de desenvolver habilidades para se preparar para um próximo cargo, em comparação com os “opositores”.

O relatório mostrou ainda que a aprendizagem não tem uma fórmula única, baseada apenas em conteúdo, já que precisa de fatores-chave para acontecer. Por isso, os funcionários precisam de:

  1. Orientação sobre o que e como aprender;
  2. Experiências de desenvolvimento diversas e dinâmicas;
  3. Feedback sobre seu progresso;
  4. Oportunidades para praticar, aplicar e ampliar as habilidades adquiridas.

O papel dos gestores

O levantamento mostrou que os líderes têm papel essencial no aprendizado dos funcionários. Os “promotores” foram 270% mais propensos a dizer que o gestor apoia o desenvolvimento dos colaboradores. Já os “opositores” possuíam tendência 92% maior de sentir que não tiveram incentivo da liderança para seu desenvolvimento nos últimos 12 meses.

A pesquisa também indicou que, ao incentivar uma cultura de aprendizagem positiva nas organizações, os líderes colhem frutos. Entre eles, a garantia de que o investimento em qualificação está realmente envolvendo os funcionários e impulsionando a inovação.

Continua após a publicidade

Publicidade